Polícia Civil do Paraná faz operação contra crimes sexuais na internet

https://parananews.net.br/wp-content/uploads/2019/09/crimes-internet.jpeg

Polícia Civil do Paraná cumpriu, na manhã desta quarta-feira (11),  mandado de busca e apreensão na residência de um homem, de 26 anos, suspeito de praticar crimes sexuais na internet.

O mandado foi cumprido em Itapoá (SC) e contou com o apoio da Polícia Civil de Santa Catarina.

No local, os policiais civis localizaram documentos de terceiros, utilizados para cadastrar linhas telefônicas, bem como documentos já vinculados a linhas telefônicas investigadas pela PCPR. Um notebook e um aparelho celular também foram apreendidos e serão utilizados como objeto de investigação.

O CRIME

O suspeito entrava em contato com adolescentes e mulheres, entre 15 e 20 anos, através de aplicativo de mensagens instantâneas, alegando possuir imagens íntimas das mesmas, como forma de coagi-las a fazer o que ele pedisse.

Em seguida, o suspeito encaminhava um link da internet, que as direcionava para um formulário em que era necessário digitar nome de usuário e senha de suas redes sociais. Ele dizia que as imagens estariam nesse link, entretanto o objetivo era roubar dados das vítimas.

Em posse de nomes de usuário e senhas das jovens, ele conseguia ter acesso as suas redes sociais e verificava se havia conteúdo íntimo ou qualquer outra informação pessoal que pudesse usar contra elas, a fim de ameaçá-las.

A partir disso, o homem fazia exigências de cunho sexual, solicitava imagens nuas e de atos libidinosos, até mesmo forçava-as a encontrar com ele para ter relações sexuais.

 

VÍTIMAS

Já foram identificadas 13 vítimas do suspeito. Existem oito inquéritos policiais em andamento contra ele, somente em Curitiba. O homem é investigado por divulgar imagens de conteúdo sexual de adolescentes, estupro virtual, favorecimento a exploração sexual de adolescente, violação sexual mediante fraude e falsidade ideológica.

A PCPR identificou oito números de celulares utilizado pelo suspeito para entrar em contato com as vítimas. Com a divulgação dos telefones, acredita-se que outras pessoas registrem Boletim de Ocorrência. De acordo com as investigações, o homem pode ter feito vítimas em outros estados da federação.

VEJA QUAIS OS NÚMEROS ERAM USADOS PELO CRIMINOSO

Lista de números utilizados pelo suspeito para entrar em contato com as vítimas no período de 2018 a 2019:

(41) 9588-6217
(41) 9245-7824
(41) 9942-8194
(47) 9253-4589
(47) 9663-1066
(47) 9669-1066
(47) 8894-4995
(47) 9651-7363

Com informações da PCPR

Facebook Twitter Google+ linkedin email More
Copyright © Paraná News - A Informação com Credibilidade e Imparcialidade!