Paraná News

PF assume investigação da morte de psicóloga

https://parananews.net.br/wp-content/uploads/2017/05/20170530_091820.jpg

O delegado-chefe da Polícia Federal falou, na manhã desta segunda-feira, sobre a morte de Melissa Almeida.

O caso passa a ser investigado a partir de hoje pela força de segurança, que tem 30 dias para concluir o trabalho investigativo. Isso significa que há indícios suficientes de execução.

Melissa, que trabalhava como psicóloga na penitenciária de Catanduvas, foi assassinada dentro de casa, em um condomínio no Bairro Canadá. Na ocasião, o policial Rogério Ferrarezzi, esposo de Melissa, foi atingido por disparos de arma de fogo, ficando em estado grave.

A PF irá interrogar os dois homens que foram presos. O foco também é produzir provas, inclusive com o uso de exame de DNA.

Informações: CGN

PATROCINADORES

.