Paraná News

O que se sabe sobre a variante Delta Plus, cepa do coronavírus identificada na Índia

https://parananews.net.br/wp-content/uploads/2021/06/covid19.jpg
Identificada pela primeira vez na Índia em abril, a variante Delta Plus do coronavírus ainda está sendo estudada pela comunidade científica. Ela já circula em nove outros países, como Estados Unidos, Reino Unido, Portugal e China.

O que se sabe até agora é que a cepa é uma mutação da já conhecida variante Delta, que surgiu no ano passado, também na Índia. A cepa Delta pode se tornar a mais comum no mundo todo; há registros dela em pelo menos oitenta países, inclusive no Brasil.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), a variante Delta tem se mostrado altamente transmissível, o que explica a tendência de que ela se torne a cepa dominante no planeta.

Estudos no Reino Unido mostraram que a variante indiana já é prevalente na região: ela aparece em 96 de cada 100 sequenciamentos genéticos feitos no país. A descoberta levou a Inglaterra a adiar o fim de uma série de restrições de combate à pandemia.

Pesquisas apontam, entretanto, que as vacinas Oxford/Astrazeneca e Pfizer, ambas em aplicação no Brasil, protegem contra a Delta. Estudos com os demais imunizantes estão em andamento.

A Austrália, que já havia relaxado quase todas as restrições, fechou as fronteiras de novo para alguns países onde a variante Delta foi encontrada, e orientou a população a usar máscaras em lugares fechados e no transporte público.

Com informações da TV Cultura/Catve
PUBLICIDADE

PATROCINADORES

.