Paraná News

Mulheres se passam de agentes religiosas e são especialistas em furtos

https://parananews.net.br/wp-content/uploads/2018/03/Religiosidade-1.jpg

Na data de sexta feira (23) procurou o Destacamento da Polícia Militar uma senhora de Nova Santa Rosa vítima das falsas samaritanas que estão agindo na região de uns tempos para cá.

A senhora moradora na Rua Vereador Arnoldo Bloch relatou que foi visitada por uma mulher de 25 a 30 anos, cor morena, enquanto outras duas mulheres e um homem permaneceram no carro.

A mulher pediu se podia benzer a proprietária da residência, no qual teve seu consentimento. No entanto, somente tempos depois deste episódio a moradora percebeu que foi furtado de sua carteira os documentos do RG e CPF, um cartão do Sicredi e outro da Caixa. Ela associou o sumiço destas posses pessoais à visita das supostas religiosas. (B.O.)

O Alerta para este tipo de visita já foi dado

O Portal de Notícias Paraná News já vem alertando a população regional para que tenham mais cuidado com pessoas estranhas dentro de sua casa, pois o pretexto da religiosidade tem funcionado muito bem para este grupo que  vem atuando desta forma na região, aproveitando-se da confiança que as pessoas depositam.

O Paraná News publicou uma matéria de alerta no dia 11 de março conforme reproduzido na íntegra:

 

(11 de Março, 2018) Cuidado: famílias da região estão sendo visitadas por “más samaritanas”

São ladras que se denominam religiosas para furtar residências

Uma senhora residente na localidade de Luz Marina procurou a Polícia de São José das Palmeiras neste sábado (10), para registrar um caso de furto.

Conforme seu relato, ela recebeu a visita de duas mulheres solicitando autorização para que pudessem fazer uma oração em benefício da família. A dona da casa aceitou, e em dado momento uma delas pediu para usar o banheiro. Neste momento, aproveitando-se da distração da dona, a mulher furtou a quantia de R$ 1.600,00 (Um mil e seiscentos reais) em espécie, que estava na carteira da vítima.

As “religiosas de fachada” deixaram o local em uma caminhonete escura de cabine dupla, tomando rumo ignorado.

A vítima não soube precisar mais detalhes das autoras, informando apenas que havia um homem dentro do veículo esperando pelas comparsas.

Conforme informações, este não seria o primeiro caso em que “visitas” deste tipo estariam ocorrendo na região, e o alerta está dado para todas as famílias. (B.O.)

PATROCINADORES

.