Paraná News

Moradora de MCRondon só descobriu no parto que gerou gêmeos

https://parananews.net.br/wp-content/uploads/2018/02/Gemeos-1.jpg
Imagem tão somente ilustrativa

Na manhã deste domingo (25), um caso um tanto quanto inusitado mobilizou os médicos do Hospital Municipal Dr. Cruzatti, em Marechal Cândido Rondon. Uma mulher de 38 anos deu entrada em trabalho de parto no hospital, mas em vez de dar à luz a um bebê, ela estava grávida de gêmeos. A gravidez gemelar não pegou apenas a equipe médica de surpresa, mas a própria mãe.

Na manhã de domingo a mulher estava em sua casa, no centro da cidade, e sentiu o rompimento da bolsa. Imediatamente ela se deslocou até o Hospital Municipal, onde foi prontamente atendida pela obstetra de plantão.

Inicialmente nem os médicos e nem mesmo a mãe sabia que a gravidez envolvia gêmeos. Isto porque ela não fez o exame pré-natal, que é gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e considerado importantíssimo para segurança da mãe e do bebê.

O primeiro bebê a nascer foi uma menina, às 09h41, por meio de parto normal. Foi só aí que a médica obstetra constatou a presença de mais um bebê, fato que causou um misto de alegria e espanto. O segundo bebê a nascer foi um menino, às 09h58, também por meio de parto normal. Por conta do tempo que foi necessário entre a constatação da gestação gemelar até a retirada do segundo filho da rondonense, os médicos tiveram que realizar duas reanimações no menino, até que suas funções vitais estivessem restabelecidas.

O médico de plantão informou que os recém-nascidos não correm risco de vida e a mãe deve receber alta ainda nesta segunda-feira (26).

Homenagem

Em contato com a mãe do casal de gêmeos, ela informou ao O Presente que decidiu homenagear os médicos que realizaram o parto com seus nomes. A menina vai se chamar Patricia Alexandre e o menino Angelo José.

Alerta

Os médicos alertam quanto à importância da realização do pré-natal pelas gestantes, uma vez que ele pode indicar má formação, doenças transmissíveis, semanas de gestação, além de identificar qual o grau de risco da gravidez.O programa pré-natal é gratuito, garantido pelo SUS, e todas as grávidas têm direito.

O Presente/Correio do Lago

 

PATROCINADORES

.