Paraná News

Funcionário público denuncia superior por crime de racismo em Santa Helena

https://parananews.net.br/wp-content/uploads/2018/02/Racismo.jpg

Um funcionário terceirizado da Prefeitura Municipal de Santa Helena, que atua como recepcionista no Porto Internacional, registrou na Delegacia de Polícia uma denúncia de injuria e racismo, contra um de seus superiores.

De acordo com o servidor, ele era obrigado a realizar tarefas que não condiziam com sua função e nesta situação especifica, o mandaram juntar lixo orgânico, como restos de comida podre que estavam jogados no pátio do porto.

Ele contou que fez sem questionar, pois a ordem veio de uma pessoa de hierarquia superior, mas como havia chovido no dia anterior, as bolsas de lixo estavam com água e uma delas estourou em cima dele, com lixo orgânico, inclusive restos de comida podre.

Após concluir o serviço, o servidor pediu autorização para ir em casa trocar de roupa, pois estava molhado e fedendo e que assim seria ruim voltar a sua função de recepcionista, momento em que, segundo seu relato, a chefe disse: “Tem que ser preto mesmo pra fazer cagada, quando não caga na entrada, caga na saída” e mandou que fosse rápido e voltasse para seu serviço.

De acordo com o servidor, as agressões são frequentes e muitas vezes em público e que é comum que esta pessoa o chamar de “neguinho, preto, olha a cor, tem que ser preto mesmo”, também relatou a vitima, que quando voltou ao Porto, novamente foi ofendido e que então decidiu sair dali e procurar as autoridades.

O Correio do Lago tentou por algumas vezes entrar em contato com o acusado para ouvir sua versão, porém sem sucesso até o momento.

Informações e foto: Correio do Lago

PATROCINADORES

.