Falta de energia e frio causam a morte de mais de 300 leitões em granja de Entre Rios do Oeste

https://parananews.net.br/wp-content/uploads/2019/07/leitões-2.jpg

Apesar de se auto declarar empresa modelo no território nacional e acusar faturamento gigantesco a cada exercício concluído, a qualidade da energia ofertada pela Copel continua sendo questionada em todo o Paraná.

De longa data os municípios , especialmente das regiões oeste e sudoeste do Estado, apontam a companhia como responsável por empreendimentos industriais que deixam de ser implantados, justamente pela energia de péssima qualidade e das precárias redes de distribuição existentes.

No show rural da Coopavel deste ano, lideranças politicas da região, através da AMOP e do Conselho dos Municípios Lindeiros cobraram do Governador Ratinho Jr e da própria Copel, providências urgentes, diante dos prejuízos causados não só em empreendimentos industriais e comerciais, como também para milhares de agricultores.

Como resposta o governo comprometeu-se a viabilizar investimentos para minimizar as dificuldades, porém até agora pouco ou quase nada foi feito.

Uma recente situação gerou revolta do industrial e pecuarista Jorge Rambo, no município de Entre Rios do Oeste, onde os cortes no fornecimento de energia são diários e constantes.

Ao falar a respeito, Jorge Rambo diz que a luta é antiga, pois apesar das promessas a qualidade da energia da Copel é péssima, gera prejuízos e não tem soluções.

No final de semana, segundo ele, o corte no fornecimento de energia no período noturno, aliado a uma temperatura em torno de 3 graus centígrados, ocasionou a morte de mais de 300 leitões em uma granja de sua propriedade.

 

Facebook Twitter Google+ linkedin email More
Copyright © Paraná News - A Informação com Credibilidade e Imparcialidade!