Após intenso protesto, Ciudad del Este volta atrás sobre quarentena e comércio poderá reabrir

https://parananews.net.br/wp-content/uploads/2020/07/Ciudad.jpg

Protesto na quarta-feira à noite em Ciudad del Este (Foto: Reprodução)

Depois de um protesto pelas ruas de Ciudad del Este, no Paraguai, na quarta-feira (29), o governo do País decidiu amenizar as restrições previstas na “quarentena zero”. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (30), no mesmo dia em que a medida entraria em vigor. Com isso, o comércio da cidade, que está ligada a Foz do Iguaçu (oeste do Paraná) através da ponte da Amizade, poderá reabrir. Com o decreto, teria que fechar totalmente por 15 dias.

A “quarentena zero” havia sido decidida devido ao aumento de casos de coronavírus no departamento (equivalente aos estados) de Alto Paraná, onde fica Ciudad del Este. A cidade, a segunda maior do Paraguai, teve um crescimento expressivo de casos.

A decisão do governo é que o comércio não será paralisado, mas será feito sob rigorosos protocolos sanitários. O horário de funcionamento é das 5 às 17 horas em dias de semana e das 5 às 16 horas aos sábados. Depois desse horário, há um toque de recolher. Só pessoas com necessidades urgentes podem sair de casa. Além disso, as empresas terão que respeitar distanciamento social e oferecer cuidados de higiene. Por outro lado, bares, restaurantes e academias ficarão fechados por 15 dias.

Miguel Prieto, prefeito de Ciudad del Este, foi um dos defensores da reabertura. Curiosamente, ele já chegou a ser infectado pelo coronavírus.

Durante o protesto de quarta-feira, comerciantes e outros trabalhadores saíram às ruas, na rotatória da loja Monalisa, e chegaram a atear fogo em pneus e depredar caminhões — inclusive brasileiros. A quinta-feira foi dia de limpeza.

FacebookTwitterGoogle+linkedinemailMore
Copyright © Paraná News - A Informação com Credibilidade e Imparcialidade!